Segurança do iFood intimida entregadores com arma de fogo durante discussão; veja o vídeo

Identificado como policial à paisana, o segurança da empresa saca uma pistola e mantém por trás do quadril

Um vídeo gravado por entregadores do iFood mostra um segurança da empresa portando uma arma de fogo durante uma discussão com os trabalhadores, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, na noite desta sexta-feira (18). 

O fato ocorreu em uma estação de retirada de bicicletas mantida pela companhia na Rua Theodoro Sampaio, 1814. Segundo entregadores ouvidos pela reportagem, a discussão ocorreu porque o segurança tentou tirar fotos dos documentos de identidade deles. 

Os entregadores dizem que seus dados já estavam cadastrados no local, e por isso temiam que o intuito fosse bloqueá-los no aplicativo, na prática proibindo-os de trabalhar.

Na gravação, o segurança não identificado segura uma pistola por detrás do quadril, de forma a intimidar os ciclistas “parceiros”. É possível ouvir um entregador dizendo “Olha lá! Apontando arma pra entregador. É policial”. 

Sem máscara, o segurança permanece com os pés apoiados em um gradil, enquanto porta o que parece ser uma pistola semi-automática. “Puxando arma para trabalhador?”, reclama outro ciclista que estava no local. Segundo um entregador ouvido pela reportagem, o segurança chegou a mostrar o seu distintivo para provar que é policial.

“Não tem logística, não tem bike… 6h30 agora no relógio, [a gente] querendo bike pra trabalhar”, diz um outro entregador, responsável pela gravação do vídeo. Naquele momento, ciclistas e seguranças da estação de retirada já estavam na calçada, do lado de fora.

Os entregadores costumam reclamar de longas filas e da falta de bicicletas na estação onde ocorreu a discussão. 

Um entregador que preferiu não se identificar explicou que a empresa estabeleceu a estação de retirada de bicicletas dentro de um estacionamento da Multipark, e que os entregadores aguardam longos períodos para poder retirar as bikes. 

“A gente só pode utilizar as bikes em dois períodos. Das 11h às 15h e a partir das 17h30. Então a gente entrega a bicicleta às 15h e já fica no local aguardando para pegar de novo no final da tarde. Se não esperar, perde lugar na fila e não consegue trabalhar”, conta ele. 

Atualização: de acordo com o iFood, a operação do local é de responsabilidade da Tembici, que foi quem contratou o segurança. Na visão da empresa, portanto, ele não seria “segurança do iFood”, como afirmou a matéria inicialmente.

Em resposta ao Joio, a iFood informou que o ponto da Teodoro Sampaio faz parte do projeto que a empresa tem em parceria com a Tembici, e disse que o segurança envolvido na discussão foi afastado “até que todos os fatos sejam esclarecidos”. Confira a nota completa abaixo:

“O iFood informa que o ponto da Teodoro Sampaio é um espaço de retirada e devolução de bicicletas que faz parte do projeto que a empresa tem em parceria com a Tembici, responsável pelo serviço e operação.

A Tembici informa que, na última sexta-feira (18), entre às 18h e 18h40, ocorreu uma instabilidade no sistema do iFood Pedal, impossibilitando a retirada de bicicletas elétricas pelos entregadores durante este período. Após o retorno do sistema, a operação do projeto seguiu normalmente e todos os entregadores conseguiram realizar retiradas e devoluções das bikes.

A Tembici sente pelo ocorrido e está sempre trabalhando para prestar um excelente serviço aos mais de 2.500 clientes do projeto. Por isso, dentre as ações aplicadas, todos os entregadores impactados pela indisponibilidade do sistema serão isentos da cobrança do plano na próxima semana, o segurança foi afastado pela empresa terceirizada até que todos os fatos sejam esclarecidos, e revisamos todos os protocolos internos de segurança.

Como parte do projeto, desde abril desenvolvemos o Girando Ideias, atuação focada em políticas que reforcem o diálogo e escuta junto aos entregadores“.

Texto atualizado às 15:27 do dia 19/06/2021 para incluir a resposta da iFood

Matérias relacionadas