A guerra cultural do agronegócio

Abandonados pela Funai, povos indígenas são rodeados e assediados pelo agronegócio, que avança sobre milhares de hectares antes protegidos. A guerra cultural do agronegócio vende a ideia de um lucro fácil e rápido. Sem isso, um modelo que esgota a água, o solo e a vida não conseguiria parar em pé. Cidades inteiras são tomadas pela febre da soja, enquanto um país inteiro é bombardeado com meias verdades e mentiras inteiras, como a ideia de que o Brasil alimenta o mundo.

Entrevistas

  • Marcelo Koguiepa, cacique da terra indígena Tadarimana, em Rondonópolis (MT)
  • Antônio Jokuriakireu, morador da terra indígena Tadarimana
  • Ana Manuela Chã, autora do livro Agronegócio e indústria cultural, da editora Expressão Popular
  • Luzinete Aparecida Alves, coordenadora da Cufa em Sorriso (MT)
  • Adevanir Pereira da Silva, o Bia, ex-vereador em Sorriso
  • João Maria Alves, morador de favela em Sinop
  • João Vítor Oliveira Silva, o John, professor de balé em Sorriso
  • Marcia Ana Nascimento, presidente do Conselho de Promoção da Igualdade Racial em Sinop
  • Professora Graciele, vereadora em Sinop
  • Rodrigo Pessoa, procurador do Ministério Público Federal em Rondonópolis

Fontes de informação citadas no episódio

  • IBGE: Brasil tem 117 milhões de hectares de terras indígenas, quase equivalente ao estado do Pará, o segundo maior da federação
  • Em evento, Jair Bolsonaro entrega tratores a povos indígenas que fazem parcerias com o agronegócio
  • Vídeo do canal Hipócritas fala sobre o uso de agrotóxicos, chamados de “remédio pra plantas”

Para saber mais…

  • O livro Tristes Trópicos, de Claude Lévi-Strauss, é um dos primeiros registros sobre os Boé (Bororo)
  • A Comissão Rondon realizou em 1917 um registro em vídeo sobre as festas e os rituais Bororo

Se você tiver alguma dúvida, comentário ou sugestão sobre o episódio, fala com a gente nas redes sociais ou no email podcast.pratocheio@gmail.com

Roteiro & Pesquisa João Peres, Tatiana Merlino & Guilherme Zocchio | Narração Tatiana Merlino & João Peres| Edição & Criação de Som Victor Oliveira | Produção-executiva Luisa Coelho | Design Denise Matsumoto & Clara Borges | Mídias Sociais Juliana Mastrascusa & Amanda Flora

Trilha sonora adicional Blue Dot Sessions

Matérias relacionadas